Peixes Ornamentais em Aquário
Abril '10

 A Era de Aquários > Seus Aquários Mês Anterior | Mês Seguinte 

Fotos e Descrições

04_Planted_Aquarium_1.jpg (50kb)

Abril '10 - Aquário Plantado de 280 L do Marcos Paulo. (Brasil)

Este mês destacamos um aquário muito bonito e sem grande sofisticação, o primeiro plantado do experiente aquarista brasileiro Marcos Paulo, que resolveu de forma bastante criativa e eficiente o "problema" de molhar o chão da sala da esposa durante trocas d'água. Bom proveito!

Proprietário:Marcos Paulo Jucá, 35, de Brasília (Brasil), 23 anos de aquarismo.
Montagem:Fevereiro 2008.
Dimensões:140x40x50 cm.
Volume: 280 L (nominal).
Filtragem:Canister Eheim Ecco 2234.
Iluminação:7x20 W fluorescentes compactas Philips comuns (7400 K).
Aquecimento:Termostato 200 W.
Substrato:Camada fértil: 10 kg de húmus de minhoca tratado, 2 kg de areia vermelha. Camada inerte: 6 cm de areia de construção peneirada e lavada.
Outros:Injeção de CO2 caseira.
Água:Temp 26°C, pH 6.8.
Manutenção:Troca parcial de 5% ao dia (sistema "automático", ver comentários) limpeza dos vidros e poda das plantas a cada 15 dias.
Fauna:Um casal de bandeiras ouro, diversas espécies de tetras, um ramirezi e alguns outros peixes.
Flora:Cryptocorynes diversas, Nymphaea lotus, Amazonense, Pinheirinho e outras que desconheço o nome.
Comentários:Sou natural de Fortaleza-CE, aquarista desde os 12 anos, hoje tenho 33 e moro em Brasília. Esse é meu primeiro plantado, foi muito sonhado e criteriosamente planejado. Optei por uma montagem o mais natural possível, não uso fertilizantes líquidos ou testes especiais.

Acredito que a chave do crescimento exuberante das plantas e da saúde dos peixes seja o substrato fértil e a troca contínua da água (5% ao dia). Isso só foi possível pois instalei uma fonte de água nova que vem direto da caixa d’água sem tratamento algum e é levada ao aquário por uma mangueira de filtro. No topo do aquário há um furo que serve de "ladrão" por onde a água velha sai e por força da gravidade vai direto para tubulação de esgoto.

Deste modo, com um simples girar de uma torneira comum, embutida, eu forneço água nova ao aquário e a água velha é retirada por gravidade. De acordo com meus cálculos 6 a 7 minutos por dia com a torneira aberta são suficientes para trocar uns 14 litros de água, durante esses poucos minutos eu alimento, admiro o aquário e pronto! É só fechar a torneira e a troca de água está feita.

Uma curiosidade dessa montagem foi que meu cunhado e aquarista, João Bosco, me enviou mudas das Cryptocorynes (minhas plantas preferidas) de Fortaleza, mudas que eu havia doado a ele havia dois anos e ele as manteve em perfeita saúde e me reenviou para serem minhas queridinhas entre a flora.

Às fotos mostram a montagem com apenas 3 meses mas já surpreendendo pela evolução das plantas e saúde dos peixes. Para minha satisfação, hoje o aquário é a alegria da sala de jantar e não é raro receber visitas das crianças (e adultos) de meu condomínio para ver os peixinhos. Estou plenamente satisfeito com esse aquário plantado e a tubulação para trocas parciais "automáticas" da água acabaram com o que para mim é o mais complicado do aquarismo: as trocas parcias e a inevitável reclamação da esposa com a sala molhada. Sem esses problemas, é só alimentar os peixes e curtir esse pequeno e exuberante pedaço da natureza em minha sala.

Se você quiser fazer uma submissão para Aquário do Mês, contate-me.

04_Planted_Aquarium_2.jpg (98kb)
Flora exuberante dependendo só de substrato rico e pequenas TPA's diárias

04_Planted_Aquarium_3.jpg (89kb)
Tetras são excelentes peixes "colecionáveis" para aquários maiores

Fotos tiradas por Marcos Paulo Jucá e mostradas aqui com a sua permissão.



 Voltar ao TopoMês Anterior | Mês Seguinte 

oF <=> oC in <=> cm G <=> L