Peixes Ornamentais em Aquário
Dezembro '02

 A Era de Aquários > Seus Aquários Mês Anterior | Mês Seguinte 

Fotos e Descrições

Dezembro '02 - Plantando com Estilo!

Para muitos aquaristas, o mero fato de que finalmente descobriu como manter as plantas vivas já é uma grande vitória, mas para dar o passo seguinte e fazer um paisagismo é importante perceber que enfiar um monte de maços de plantas aleatoriamente no cascalho e deixá-las crescerem como loucas não resulta necessariamente em um aquário bonito. Eu já recebi muitas submissões para esta seção que parecem muito mais um repositório de plantas do que um paisagismo. Então aqui estão alguns excelentes exemplos de 3 estilos populares de plantação - Holandês, Natural e Floresta - que poderão te ajudar a avaliar e melhorar o seu próprio paisagismo.

pstolis1.jpg (44kb)
Aquário Holandês de 330 L do Tolis Ketselidis (Grécia)

O estilo Holandês de plantar é derivado diretamente do costume (popular na Holânda) de criar arranjos ordenados de flores e/ou plantas terrestres. A idéia é arranjar as plantas em grandes grupos, carreiras e terraços, de tal modo a criar altos contrastes de cores e formas para causar um forte impacto visual. Um aquário maior é preferível (200-500 litros) para haver espaço suficiente para introduzir uma boa quantidade de espécies diferentes, e tipicamente nenhum outro elemento decorativo como rochas ou troncos é usado. O aquário deve ser essencialmente 100% plantado, e um carpete na região central é quase sempre preferível. As plantas devem ser podadas regularmente para que a composição mantenha o aspecto ordenado. Quando apreciamos um aquário holandês nós imediatamente damos conta de que há uma pessoa responsável por criar e manter aquele arranjo lindo e ordenado.

psalexfan1.jpg (40kb)
Aquário Natural de 160 L do Alex Fan (Hong Kong)

O estilo natural foi popularizado por Takashi Amano, que tem uma forte influência de fotografia, e tem a proposta de capturar dentro do aquário uma representação de um belo scenário natural que você poderia encontrar ao andar em algum nicho da natureza. Ele é fortemente influenciado pela abordagem oriental em paisagismo como nos jardins japoneses...o resultado final deve parecer como se ele sempre esteve ali, e deve imprimir no observador um sentimento de tranquilidade, harmonia e paz de espírito. Embora deva parecer como se a natureza criou a paisagem sozinha, o resultado só é atingido através de significativa intervenção e manutenção por parte do dono. As plantas têm que ser podadas regularmente e cuidadosamente, para que não pareçam terem sido podadas. Controle da água e trocas parciais frequentes também são essenciais. O estilo muitas vezes faz uso de rochas e troncos para enfatizar o apelo natural, e deve tipicamente ser 100% plantado no sentido de fazer com que qualquer pedaço visível de cascalho seja ocupado por plantas carpete como Riccia e Glossostigma. O estilo é muito flexível em termos de tamanho do aquário e número de espécies. Takashi Amano já fez de tudo desde 1 litro até vários milhares, e desde uma espécie de planta até várias dúzias.

psizsak1.jpg (33kb)
Aquário Floresta de 200 L do Tom Izsak (EUA)

O estilo floresta é uma maneira menos rigorosamente definida de plantar o aquário. A flexibilidade do estilo está em permitir que algumas plantas cresçam demais e alcancem a superfície, diferentes espécies podem misturar-se, e qualquer quantidade de pedras ou troncos pode ser usada. O resultado final deve parecer o mais possível com algum pedaço inexplorado de floresta, sem nenhuma intervenção humana na paisagem. Plantas carpete podem ser usadas, mas na maioria dos casos fica até mais natural você deixar alguns espáços abertos no cascalho. Aqui estão alguns comentários do Tom Izsak, dono do aquário acima:

"O melhor conselho que eu posso dar para alguém que queira montar um aquário plantado como o meu é realmente dedicar bastante tempo ao arranjo. Em vez de simplesmente colocar plantas aqui e acolá, pense em onde cada planta irá e como ela vai se parecer ao lado das outras plantas. Use pedras para criar morros e vales - isto cria um mini-relevo ao invés de um platô nivelado. No meu aquário, embora não esteja muito visível na foto, eu usei troncos petrificados para criar um morro em dois níveis à esquerda e outro de um nível à direita. As plantas estão arranjadas nestes morros e escondem as beiradas das rochas para criar um efeito natural. Troncos também são um importante elemento no arranjo, e devem ser escolhidos com cuidado. Eu tive muita sorte com a principal peça no meu aquário, parece exatamente como uma árvore em miniatura submersa. Isto cria um senso de escala que faz o aquário parecer maior do que realmente é. Eu também gosto de criar túneis que os peixes podem atravessar. Tem um arco neste aquário na parte central ao fundo. Ele leva à parte de trás do aquário, atrás da folhagem. Além do fato disto acrescentar interesse ao arranjo, ele também dá aos peixes um lugar para refugiar-se se estiverem sendo perseguidos ou sentindo-se mal."

Se você quiser fazer uma submissão para Aquário do Mês, contate-me.

Fotos tiradas por seus respectivos autores e mostradas aqui com a sua permissão.




oF <=> oC in <=> cm G <=> L