Peixes Ornamentais em Aquário

Lilaeopsis brasiliensis
Gramínea

 A Era de Aquários > Plantas de Aquário

Fotos & Comentários

lilaebras1.jpg (36kb)
Fotografia: Marcelo Drummond

Nome: Lilaeopsis brasiliensis
Cuidado CascalhoIluminação
Origem: América do Sul
Difícil Rico Forte

Comentário

Integrante da família Apiaceae, que também reúne as Hydrocotyles. Encontra-se distribuída pelo Paraguai, Argentina e Sul e Sudeste do Brasil. Muito confundida com a Echinodorus tenellus, sendo também conhecida como Falsa-Tenellus. É uma planta de pequeno porte, perene, anfíbia, submersa ou emergente, ótima para formar densos "carpetes frontais" em aquários e paludários. Apesar da aparência, não é uma planta de roseta como a E. tenellus, e sim caulescente. Seus caules são rizomatosos subterrâneos, brancos, com nós enraizantes, de onde nascem folhas alternadas ou opostas, finas, lineares e eretas, sem recortes, de verde claro à bandeira, atingindo de 4 a 12 cm de comprimento por 1 a 3 mm de largura. Com iluminação intensa, temperatura moderada (15°C a 25°C) e substrato fino e fertilizado propaga-se rápido por estolhos subterrâneos (runners), surgindo 1 a 2 estolhos por semana. Floresce apenas quando emersa. Sob iluminação fraca a moderada apresenta folhas alongadas e mais afiladas. Não é muito exigente quanto a qualidade da água, sendo indiferente ao pH e dureza, podendo ser facilmente ser adaptada a águas salobras. A distinção entre a Gramínea e a Tenellus é fácil e simples: a E.tenellus é uma planta de roseta (todas as folhas e raízes partem de um ponto central), possuindo folhas quebradiças à dobradura e nervuras bem visíveis; a L. brasiliensis é uma planta de caule rizomatoso subterrâneo, apresentando 1 a 2 folhas por nó, possuindo folhas flexíveis e razoavelmente resistentes à dobradura e sem nervuras aparentes.

Contribuído por Alex Kawazaki
Comentário

Cultivo esta planta de forma emersa, e ela se propaga muito rápido. Uso humus de minhoca e cascalho de rio britado como substrato. Submersa notei que seu crescimento é bem mais lento, mas acho que isso acontece com a maioria das plantas para aquários.

Contribuído por Bruno Cepas
Comentário

Uma planta de fácil cultivo. Se mantida em um aqua bem fertilizado, com substrato fino e com iluminação apropriada, faz um visual muito bonito.

Contribuído por Jorge Luiz da Silva
Comentário

Comprei esta planta há pouco tempo. Tenho tido bons resultados e apesar de crescer um pouco lenta, já consegui cobrir um bom bocado do fundo com ela. Aconselho a quem quiser experimentar, pois fica muito bonita num aquário cuidado, ganhando um intenso tom verde. O único senão (pelo menos no meu caso) é que reparei que se algumas algas aparecerem nas folhas têm que ser removidas rapidamente, pois estas tapam a luz, matando as folhas antes de podermos fazer uma limpeza conveniente.

Contribuído por Telmo

Tem alguma experiência para partilhar nesta página? Não precisa registrar-se para contribuir! Sua privacidade é respeitada: seu e-mail é publicado somente se quiser. Todas as submissões são revisadas antes da adição. Escreva sobre suas experiências pessoais, sem abreviações, sem linguagem de chat, usando pontuação e capitalização padrão. Pronto? Então envie seus comentários!




oF <=> oC in <=> cm G <=> L