Peixes Ornamentais em Aquário

Microsorum pteropus
Samambaia de Java

 A Era de Aquários > Plantas de Aquário

Fotos & Comentários

Microsorum_pteropus_3.jpg (39kb)
Fotografia: David & Elaine

Nome: Microsorum pteropus
Cuidado CascalhoIluminação
Origem: Sudeste da Ásia
Fácil Nenhum Fraca

Comentário

A Microsorum é uma planta de características bastante diferentes da maioria das plantas aquáticas. Além de bonita, essa planta é pouco exigente e fácil de cultivar, podendo inclusive viver bem em aquários mal iluminados e sem nutrientes extras ou CO2. Também é uma planta ideal para colocar em aquários que contém peixes "cavocadores" e herbívoros, pois eles em geral não a molestam. Essa planta não deve ser enterrada no cascalho, mas sim amarrada a pedras e troncos, deixando as suas raízes soltas na água. Com o tempo as raízes aderem ao local onde a planta foi amarrada.

Quando bem adaptada, ela reproduz com facilidade. A partir de uma única muda que eu achei em uma única loja uma única vez, hoje eu tenho mais de 30 mudas espalhadas por todos os meus aquários. A reprodução dela é um barato: as plantas "filhotes" nascem bem na ponta das folhas da planta mãe, e vão crescendo alí, agarrando-se a ela com as suas pequenas raízes. Com o tempo os filhotes crescem até o ponto em que se soltam da mãe e saem boiando por aí, até enroscarem em algum troco ou pedra. As raízes são bem peludas e agarram com facilidade.

Contribuído por Marcos Avila
Comentário

A Microsorum é uma planta anfíbia e quando bem adaptada se alastra com muita rapidez, no aquário gosta de água ácida e luz intensa e a multiplicação ocorre pelos esporos que estão na parte inferior do limbo, de onde podem surgir as mudas por reprodução sexuada ou então se semeia os esporos em um substrato muito úmido, igual ao que se faz com bromélias – terra vegetal ou xaxim... daí a adaptação ao meio aquático deve ser feita gradativamente...

O interessante é que de vez em quando, não sei o porquê, mas as mudas não se desprendem da folha mãe, gerando novas mudas e a primeira precisa segurar todo o peso. Já pensei em separar mas fica tão bonito que não vale a pena, as raízes marrons e peludas dão realmente um efeito sem igual. Tem uma outra maneira de se gerar novas mudas que é por divisão do risoma, a parte horizontal que normalmente fica enterrada e de onde sai as folhas, então se divide o rizoma deixando uma ou duas folhas para cada muda.

Contribuído por Ronaldo Hilgert
Comentário

A Microsorum é uma planta muito interessante, não só pelas características acima, mas também por ela ter uma taxa muito alta de fixação de nitrogênio. A capacidade dessa planta abaixar o nível de amônia (xixi do peixe) é impressionante. Para mim é indispensável para manter o pH da água constante.

Contribuído por Marcelo Freimann
Comentário

A Microsorum Pteropus realmente me impressionou. Quando adquiri uma muda desta planta, ela tinha apenas 2 folhas. Amarrei suas raízes numa rocha e em menos de um mês suas raízes se fixaram e alastraram por toda a rocha com vários brotos tanto na parte de baixo quanto na ponta das folhas. Depois de três meses ela havia enchido todo o canto do aqua e hoje chama a atenção pelo verde escuro de suas folhas e a grande quantidade de peixes que escolheram ela como refúgio entre suas raízes e folhas. Sem dúvidas é a planta preferida pelos meus peixes, a mais bela na minha opinião por seu aspécto rústico, além de ser também muito útil no fator biológico controlando amônia e pH.

Contribuído por Kilder Andrade

Tem alguma experiência para partilhar nesta página? Não precisa registrar-se para contribuir! Sua privacidade é respeitada: seu e-mail é publicado somente se quiser. Todas as submissões são revisadas antes da adição. Escreva sobre suas experiências pessoais, sem abreviações, sem linguagem de chat, usando pontuação e capitalização padrão. Pronto? Então envie seus comentários!




oF <=> oC in <=> cm G <=> L