Peixes Ornamentais em Aquário

Ceratopteris thalictroides
Samambaia d'Água

 A Era de Aquários > Plantas de Aquário

Fotos & Comentários

cerato1.jpg (25kb)
Fotografia: Raquel e Marcos

Nome: Ceratopteris thalictroides
Cuidado CascalhoIluminação
Origem: Regiões Tropicais
Médio Simples Média

Comentário

Mantive em meu aquário vários exemplares de samambaia d'água por seis meses, mas acabei desistindo dela tamanha a sua voracidade. Por mais que eu as podasse, em duas semanas ela tomava conta do aquário novamente e acabava inibindo o crescimento de outras plantas. O que mais me espanta nessa planta é seu crescimento extremamente veloz e vigoroso, em apenas dois meses uma pequena muda povoou o meu aquário todo. Solta mudas a toda hora e exige podas frequentes, caso contrário tomará conta do aquário todo.

Contribuído por Marcos Pantano
Comentário

Adquiri uma mudinha de Samambaia para plantar meu aquário de Kinguios, mas como é de se imaginar os Kinguios destruíram-na quase por completo. Peguei um pedacinho com um pouco de raiz e espetei no cascalho de meu aquário de Óscars. A planta começou a se desenvolver e soltou-se do cascalho, e depois de várias tentativas de tentar mantê-la no fundo desisti. Hoje a Ceratopteris thalictroides toma conta de metade do leito do aquário, e algumas pequeninas ramificações crescem para fora d´água. Além de proporcionar um visual interessante e ajudar na melhor reprodução do ambiente aos peixes, serve para regular a intensidade da iluminação no aqua. Quando achar que ela já atingiu um bom tamanho, é só podá-la e fornecer os ramos aos Kinguios que muito apreciam-na.

Contribuído por Rodrigo Ferrão
Comentário

Cuidado com essa planta, ela custa a se adaptar a condições não favoráveis (pouca luz) mas em condições boas, ela cresce demais e toma conta do aquário! Essa planta precisa de podas regulares. Se você planeja um fundo para o aquário, essa planta é ideal, se você cortar apenas a parte da frente, deixando as laterais crescerem.

Contribuído por Frederico Quintao
Comentário

Ganhei umas três mudinhas mirradas numa loja de aquário e as deixei boiando no aquário com 30W de iluminação, e em pouco mais de uma semana tive plantas lindas de cor verde claro, folhas bem formadas e raízes longas. Mais umas semanas e estas tomavam a superficie e soltavam dezenas de mudas. Então podei uma das folhas grandes e coloquei num tanque externo sem luz solar direta. Esta única folha gerou uma quantidade incrível de mudas crescendo, tomando a superficie e desenvolvendo folhas aéreas de talo grosso e ramificações finas muito ornamentais. Nestas, costumam crescer larvas de borboletas não venenosas, que servem de alimento a peixes grandes e/ou pequenas aves. Trata-se portanto de uma planta muito versátil e adaptativa, necessitando de podas regulares e adubo liquido para bom desenvolvimento.

Contribuído por Marcos Bonfim
Comentário

Peguei uma mudinha desta planta para ter um esconderijo para pequenos peixes e alevinos no futuro. Em menos de uma semana ela já se adaptou e brotaram novas folhas. Está com uma coloração verde muito bonita e aparência de saudável. Adorei esta planta. Foi plantada perto de uma amazonense que também cresce bastante.

Contribuído por Artur Menezes
Comentário

Planta de fácil manejo. O interessante é a forma que assume quando o crescimento é emerso. Perfeita para ser usada em aquários grandes e com peixes que comem plantas, pois eles vão podando as plantas naturalmente.

Contribuído por Leandro Debs Procópio
Comentário

No meu aquário de 70 L, iluminação 2x36 W, injecção caseira de CO2 (1 bolha por 3 segundos) e substrato rico esta planta tornou-se uma praga. Precisava de ser constantemente podada e depois de atingir a superfície nascem novas plantas a partir das folhas. As folhas partidas se deixadas à superfície dão origem a novas plantas. Já desisti desta planta. Pode ser deixada como planta superficial ou com as raízes plantadas. Apenas as raízes podem estar enterradas e não o local onde nascem as folhas, pois caso contrário a planta começa a apodrecer. Quando plantada, as folhas que nascem posteriormente podem estar completamente fora de água (depois de ambientada e com ajuda das paredes do aquário para subir).

Contribuído por Punil Sanatcumar
Comentário

Possuo uma beteira de 5 L e um habitante nela, o Troy, um Betta macho. No aquário tenho cascalho de rio, um enfeite de pedregulhos brancos e um galho pequeno cortado de Carnaúba, que fui orientado ser um fertilizante natural para plantas, pois se decompõe muito lentamente na água, nutrindo-as, e 5 Ceratopteris thalictroides (Samambaia d'água) que brotaram de um pequeno exemplar que adquiri. É uma planta maravilhosa, pois como o Betta não requer bomba ou filtro, ela executa esse papel muito bem, oxigenando a água e a filtrando de substâncias tóxicas. É verdade sim que ela cresce muito rápido, por isso eu a uso em aquário pequeno, pois fica fácil a sua poda.

Contribuído por Diógenes Amaral

Tem alguma experiência para partilhar nesta página? Não precisa registrar-se para contribuir! Sua privacidade é respeitada: seu e-mail é publicado somente se quiser. Todas as submissões são revisadas antes da adição. Escreva sobre suas experiências pessoais, sem abreviações, sem linguagem de chat, usando pontuação e capitalização padrão. Pronto? Então envie seus comentários!




oF <=> oC in <=> cm G <=> L