Peixes Ornamentais em Aquário

Hyphessobrycon eques
Matogrosso

 A Era de Aquários > Peixes de Aquário > Matogrosso - Hyphessobrycon eques

Fotos & Comentários

serpae2.jpg (15kb)
Fotografia: Daniel Cardoso
Comentário

Só queria dizer que os meus eram extremamente agressivos! São como o Olho-de-fogo! Mordiscam todos os peixes de todos os tamanhos e lutam pelo território! Tive 7 deles e mataram todos os meus peixes no meu aquário.

Contribuído por Luis Cardoso
Comentário

O Matogrosso é um dos meus peixes preferidos. São bonitos, resistentes, muito divertidos e podem ser encontrados em praticamente todas as lojas de aquarismo. Eu os tenho espalhados por vários aquários e em todos eles há um Matogrosso dominante. Eles passam boa parte do tempo perseguindo uns aos outros e de vez em quando aparece um com a cauda mordiscada, mas nada grave. Na hora da comida é uma festa...parece até um cardume de Piranhas atacando sua presa. Aqui em casa eu os mantenho na companhia de outros Tetras como Cardinais, Tetras Pretos e Pristellas.

Contribuído por Emerson Kawasaki
Comentário

Tenho 5 exemplares em um aqúario grande, ainda pouco habitado. São alegres e velozes. Vivem "mordiscando" uns aos outros e, de vez em quando os outros peixes: ramirezis e molinésias. Mesmo assim considero uma espécie pacífica. São muito assustados com movimentos bruscos no ambiente externo próximo ao aquário. É muito fácil alimentá-los, não sujam o aquário, não danificam as plantas, se adaptaram bem em água levemente alcalina. Quando estão com 4 a 5 cm e bem coloridos, são muito bonitos. Enfim, é um ótimo peixe para se manter em um aquário comunitário.

Contribuído por Cláudio V. Secco
Comentário

Um peixe extraordinário. Pena que é pouco valorizado em nosso aquarismo nacional. Talvez seja porque poucos aquaristas foram capazes de visualizar o real comportamento e coloração desses lindos Tetras que são os Mato Grossos. Algo comum em todos Tetras do gênero Hyphessobrycon, são as disputas por hierarquia, que são muito divertidas, e mais constante que em qualquer outros Tetras, ocorre com os Mato Grosso bem aclimatados. Apesar de terem uma resistência e capacidade de adaptação impressionante, com minha experiência, eles se desenvolveram mais e tiveram maior coloração em águas com pH na faixa de 5,5 a 6,0 e água bem mole. Já ví Mato Grossos belos em águas com dureza geral mediana, mas é bem mais raro e demora muito mais para o peixe se aclimatar. Para identificar o sexo, além da diferença no formato do corpo (a fêmea tem o mesmo mais redondo e o ventre mais inchado, fica acentuado na época reprodutiva), tem uma diferença que é infalível, e é capaz de vê-la até em peixes bem jovens. Se trata do ângulo da parte superior aos olhos, o macho tem um ângulo pouco acentuado, já as fêmeas, faz uma curva considerável, formando uma "testa". São Tetras relativamente fáceis de induzir a desova.

Contribuído por Matheus Almeida
Comentário

Possuo 12 desses no meu aquário comunitário. Dão-se bem com todos os outros peixes que possuo (acará palhaço, acará ouro, labeo bicolor, lebiste, platys, neons, tetra negro). Às vezes eles correm atrás dos outros peixes, mas sem violência. É muito lindo ver os matogrossos nadando em cardume. Recomendo a todos!

Contribuído por Vilson Ribeiro Jr.
Comentário

Nós temos 10 desses simpáticos peixinhos. Simpáticos até certo ponto, quando percebemos que eles praticamente comeram (até matar) um rodóstomo e quase acabaram com o rabo de um pangassius de 4 anos e meio e 20 cm. Tiramos todos do aquário.

Contribuído por Fernanda e Mauro



 Páginas:  1  | 2  | 3 

oF <=> oC in <=> cm G <=> L