Peixes Ornamentais em Aquário

Erpetoichthys calabaricus
Peixe-Corda, Peixe-Cobra

 A Era de Aquários > Peixes de Aquário > Peixe-Corda - Erpetoichthys calabaricus

Fotos & Comentários

Erpetoichthys_calabaricus_3.jpg (33kb)
Fotografia: Edson Rechi

Nome: Erpetoichthys calabaricus
Comp AquapHTemp
Origem: África Ocidental
40 cm 400 L 8.0 26°C

Comentário

O peixe cobra é um peixe peculiar...é extremamente bonito, alguns ficam pretos, com um bico amarelado, e duas estrias laterais vermelhas. Acreditem, é simplesmente lindo. É raro de encontrar em lojas (e também caro :). É o puro peixe ornamental. Deve-se sempre ter cuidado na escolha de plantas para este monstrinho, não sei se já tiveram a experiência de ter uma carpa num aquário comunitário, eu tenho uma de 15 cm, é tal e qual como a cobra. Só que por vezes a cobra pode ser bem pior, quando dá um arranque arranca-me as plantas do areão. Por isso, escolham plantas com raízes longas e fortes. Além disso, é extremamente pacífico e tímido. Leva o seu tempo de adaptação ao aquário até conseguir vir à frente olhar o dono.

Contribuído por Leandro Matos
Comentário

Comprei um exemplar deste diferente peixe há cerca de dois meses, e logo de cara ele me deu um susto ao desaparecer, três dias depois acendi a luz do meu aquário de madrugada e lá estava ele. Na verdade ele descia pelo tubo de ar e se escondia no FBF. Esse peixe não gosta muito de luz por isso é necessário uma pequena caverna onde ele se sente mais confortável. Outro fato curioso é sobre sua alimentação pois fui informado que ele é um limpa fundo, e é verdade mas descobri que apesar de manso com relação a outros peixes ele se transforma em um predador ao sentir a presença de um pitu, o qual ele aprecia muito.

Contribuído por Bruno C. Branco
Comentário

O Peixe Cobra por vezes pode sair pelo buraquinho no cantinho superior do aquário. Então todo cuidado é pouco. Tape todas as saídas para não ter surpresas.

Contribuído por Rosangela Faria
Comentário

Aos criadores do Peixe Corda, tomem cuidado poís eles procuram brechas no aquário para poderem saltar para fora dele. É aconselhado não deixar nenhuma brecha.

Contribuído por Luiz Henrique
Comentário

Infelizmente eu só tive uma oportunidade de apreciar esse belo peixe, um tanto raro em nossas lojas. Eles possuem a peculiaridade de ter sua bexiga natatória dividida em duas partes, se aproximando muito do funcionamento do pulmão. Ao contrário do que pode parecer, por causa do tamanho que atinge, o peixe-corda tem um histórico pacífico dentro do aquarismo mundial. O recomendável é ter um aquário só para essas belas criaturas, não é necessário ter apenas um exemplar da espécie. O aquário que tive acesso só mantinha um, pois foi o único achado nas lojas. O pH era 7.0 cravado e a temperatura não podia passar dos 26°C, (sempre há a opção do caríssimo chiller). O tanque também não era tão grande, tinha 100x50x50. Se for mantido em aquário comunitário devem ser criadas condições especiais para a sua adaptação e vida longa e próspera. Áreas sombreadas por plantas que cresçam alto e se assemelhem com "árvores" realmente, uma área livre de obstáculos no fundo (cascalho), para que ele possa nadar sem problemas e o principal, um refúgio, um lugar que ele possa chamar de casa e se esconder quando bem quiser. Como você deve perceber esse lugar deve ser grande o suficiente para comportar todo o tamanho do peixe. Um comportamento curioso se dá quando o peixe-corda já reconhece o seu dono. Quando este se aproxima do aquário, ele vem "rastejando" e com a parte inferior do corpo servindo de apoio no cascalho ele ergue a parte da frente como uma cobra se preparando pro bote. Não tem o mesmo charme mas é muito parecido. Sabe-se que os pais espalham ovos por uma região que julguem apropriada e tomam conta dos filhotes, mas a sua reprodução não é muito comum em aquários. Para terminar, apesar do peixe aceitar vários tipos de ração, dê preferência a alimentos vivos. Larvas de besouro de amendoim são bem aceitas. O dono do peixe que conheci estava começando a deixar pequenas pastilhas vegetais próximas a toca do bichinho, e pelo que parece estava sendo bem aceita como um bom complemento nutricional.

Contribuído por Carlos Eric
Comentário

Eu tive um peixe-cobra, que me deu muito trabalho, pois só vivia fugindo do aquário, um dia cheguei da escola e ele estava sequinho no chão, peguei-o rápido e o coloquei novamente no aquário, então ele sobreviveu. Ninguém aguentava mais aquela "cobra" toda hora fugindo do aquário, então eu resolvi colocá-la em um balde mas mesmo assim ele fugia. Até que eu o dei para um amigo meu que colocou-o no seu aquário que ficava na janela do 3º andar do seu apartamento, então esse foi o triste final do peixe-cobra.

Contribuído por Vladimir Tomaz



 Páginas:  1  | 2 

oF <=> oC in <=> cm G <=> L