Peixes Ornamentais em Aquário

Poecilia reticulata
Lebiste (Guppy)

 A Era de Aquários > Peixes de Aquário > Lebiste (Guppy) - Poecilia reticulata

Fotos & Comentários

guppy3.jpg (11kb)
Fotografia: Eduardo Campolina
Comentário

Eu tenho um aquário só de criação de Guppy (Lebiste). Eu acho esse peixe muito bonito, sociável mas vou dar uma advertência! Não tente fazer isso que eu fiz. Os Guppies dão muita cria e acabam com o controle da água do aquário. As vezes você não sabe onde colocar tanto filhote!!!

Contribuído por (nome não fornecido)
Comentário

É impressionante o resultado de sucessivos cruzamentos entre linhagens de Guppies que agora até estão a originar fêmeas muito belas e com nadadeiras já mais desenvolvidas! Ao princípio não queria ter Guppies pois era necessário grande número de fêmeas por cada macho e as fêmeas eram bastante normais e sem graça, mas já encontrei fêmeas de uma beleza rara e isso me fez pôr Guppies em meu comunitário. São peixes pouco exigentes nas condições de água e do aquário, resistentes e muito coloridos e férteis, mas atenção que são incompativeis de manter com outros peixes como o Betta e o Escalar por causa das suas nadadeiras e côr, embora tudo seja possivel. Também são muito frágeis com algumas doenças, devido ao cruzamento excessivo de linhagens.

Contribuído por Artur Domingues
Comentário

O Guppy é um dos peixes mais resistentes que já conheci. Eu mantive alguns exemplares por muito tempo, mas me cansei de tirar alevinos do aquário quase todas as semanas (minha namorada insistia para que eu salvasse todos). São impressionantemente prolíferos. Basta ter um casal, um recipiente e água! Tive a oportunidade de presenciar vários nascimentos. É muito legal ver a "mamãe Lebiste" soltando seus filhotinhos. Sem dúvida é uma ótima escolha para iniciantes.

Contribuído por Emerson Kawasaki
Comentário

Eu acho que os Guppys são uma das mais bonitas espécies de peixes! Mas é melhor não colocar com peixes que "mordiscam" pois os coitados dos Guppys ficam sem barbatanas (já me aconteceu o mesmo). Não se deve juntar 1 fêmea para dois ou 3 machos, pois eles podem fazer uma competição entre eles, fazendo feridas graves.

Contribuído por Luis Cardoso
Comentário

Já tive vários exemplares deste tipo e é uma das minhas raças preferidas. Sempre pacíficos e sem muitas exigências, eles proporcionam muita alegria para o criador, principalmente para iniciantes, pois são resistentes e procriam muito. Tenho muitos fihotes de uma fêmea gigante e os alimento com náuplius de artêmia e ração própria para alevinos. Quanto maior o espaço, mais rápido eles crescerão e estarão prontos para dar mais filhotes.

Contribuído por Vitor Cunha
Comentário

Tenho 16 anos e crio lebiste desde os 13. Comecei com um pequeno aquário de 12 litros, hoje tenho 5 aquários e 2 caixas de 100 L onde deixo os fihotes. Tente conseguir uma caixa ou um aquário só para os filhotes, pois aí vai ficando mais fácil. Quando as fêmeas dão cria é só você colocar os filhotes na caixa, e quando atingirem 3 meses já terão uma coloração na cauda. Aí você já pode separá-los para a nova geração de lebiste, e por favor tente purificar as raças: não deixe lebistes de varias cores no mesmo aquário pois vão cruzando entre si e vão ficando descaracterizados.

Contribuído por Vitor



 Páginas:  1  | 2  | 3  | 4 

oF <=> oC in <=> cm G <=> L