Peixes Ornamentais em Aquário

Misgurnus anguillicaudatus
Dojô

 A Era de Aquários > Peixes de Aquário > Dojô - Misgurnus anguillicaudatus

Fotos & Comentários

Misgurnus_anguillicaudatus_3.jpg (14kb)
Fotografia: Craig Ferguson
Comentário

Definitivamente o meu peixe favorito. Eu possuo 4 exemplares. São muito alegres e brincalhões e se dão super bem com os meus lebistes. Eles adoram ficar correndo de um lado para o outro do aqua. Quanto às plantas, eu utilizo as cabombas e as deixo flutuando pelo aquário, assim não tenho problema com eles arrancando. Quando montei o aquário só possuia eles, por isso eles vão até a comida na superfície, não a esperam cair e o único problema é na hora da limpeza que eles possuem o terrível hábito de se enterrarem no meio das pedras. Fora isso são ótimos peixes, mas sempre mantenha um número mínimo de 2 e um aquário com bastante comprimento para correrem.

Contribuído por Lélia Machado
Comentário

Desde quando eu era criança, sempre gostei muito desse peixe, talvez pelo fato de ele ter uma aparência engraçada. As pessoas chamam-no de vários nomes: "Dojo", "Peixe Cobra", "Peixe Banana"... Tenho no meu aquário 2 dojos. Acredito que devam ser um casal, pois são muito unidos e dão demonstrações de afeto um pelo outro. O curioso é que eles passam o dia todo parados em volta das plantas, porém na hora da distribuição da ração, como de súbito, eles se tornam agitados e avançam sobre a ração com avidez (e olha que os alimento 3 vezes por dia!). Durante a noite, o casal de Dojos costuma dançar. Por se tratar de peixes asiáticos, ao observar essa "dança", me vem à mente desenhos antigos de dragões chineses. Posso dizer que são peixes tranqüilos e sociais, pois fora o casal, possuo 4 kinguios, 3 carpas e 4 corydoras, sendo que convivem em perfeita harmonia no aquário. Como tenho plantas de plástico, eles não conseguem removê-las, pois essas ficam com a base prensada em uma placa que se encontra sob as pedras. Porém, quando o aquário tinha plantas naturais, eles me davam muito trabalho. Recomendo uso de plantas artificiais. É essencial cobrir o menor espaço que se houver na tampa do aquário, pois esse peixe possui um instinto meio suicida.

Contribuído por César Neves
Comentário

Todos dizem que os Dojôs são peixes saltadores, embora eu nunca tivesse presenciado isso com o meu exemplar. Às vezes, ele dava uns saltos e eu ouvia barulhos de água, mas ele nunca havia pulado do aquário. Na hora da alimentação, ele ficava na parte de cima do aquário comendo feito um aspirador de pó. Durante o dia, ficava em um canto do aquário quietinho e, às vezes, saia pra dar uma volta, mas logo retornava para seu canto. Ele sempre se enterrava no cascalho, mas nunca se cobria por completo, pois já era bem grande (uns 10 cm). Uma vez, arrancou minha planta do substrato, pois levou um susto e se enfiou por baixo dela. Um dia aconteceu algo terrível: quando eu voltei da Igreja, fui ao meu quarto trocar de roupa e pisei em algo, pois estava escuro. Infelizmente, quando acendi a luz, vi que tinha pisado no meu Dojô. Foi o primeiro e último salto dele para fora do aquário. Ele ainda estava vivo quando o retirei do chão, mas sangrava. Não resistiu e morreu. Ainda estou muito triste por isso.

Comentário

Desde que comprei meus primeiros dojôs gostei muito deles, pois eles enfeitam o aquário e não chamam tanta atenção dos peixes. Um dia acordei e percebi que estava faltando um dos dojôs, olhei para o lado e verifiquei que um deles estava seco no chão. Foi aí que percebi que estas tais cobrinhas pulavam como ninguém! Depois de um tempo comprei um novo dojô, depois de um tempo este por sua vez se enfiou dentro do filtro biológico foi um sacrifício tirar ela de lá mas consegui. Agora espero que essas “cobrinhas” não me dê mais trabalho!

Contribuído por Fernado Furlan Leme
Comentário

Quando ainda possuíamos o aquário de 40 L adquirimos o dojo para ajudar na manutenção do aquário. É um peixe muito agradável, dá uns pulinhos de vez em quando, basta manter o aquário tampado. Gosta de comer ração de fundo, e mesmo os flocos da Sera que ficam passeando ele adora beliscar. Às vezes ele dá uma de ermitão e se refugia dentro do cascalho durante semanas! Depois aparece, circulando... Agora o colocamos no aquário de 300 L, ele simplesmente adorou! Ficou se pendurando nas plantas artificiais, está adorando passear no fundo de areia branca fina. É um tanto arisco e assustado, mas já deixou meu marido fazer um cafuné na cabeça dele. Ele se dá bem com todos no aquário, mas se colocá-lo com cascudo este pode avançar para o dojo disputando comida e território. O nosso dojo é nosso xodó, e nós o chamamos de Bigodinho. A minha sogra quando vem nos visitar tem verdadeira paixão por ele!

Estas páginas contêm comentários suficientes para dar uma idéia básica no assunto. Comentários adicionais são muito bem vindos (pelo formulário de contato do site) desde que acrescentem algo novo e/ou avançado ainda não contido nos existentes.



 Páginas:  1  | 2  | 3  | 4 

oF <=> oC in <=> cm G <=> L