Peixes Ornamentais em Aquário

Symphysodon aequifasciatus/discus
Acará Disco Azul, Verde, Vermelho, e todas as variantes domésticas

 A Era de Aquários > Peixes de Aquário > Acará Disco - Symphysodon aequifasciatus/discus

Fotos & Comentários

Symphysodon_aequifasciatus_5.jpg (17kb)
Symphysodon aequifasciatus axelrodi
Fotografia: Ricardo Kornelius
Symphysodon_aequifasciatus_6.jpg (17kb)
Symphysodon aequifasciatus aequifasciatus
Fotografia: Jian

Nome: Symphysodon aequifasciatus/discus
Comp AquapHTemp
Origem: Bacia Amazônica
18 cm 200 L 6.5 28°C

Comentário

O Acará disco é considerado um dos mais bonitos peixes de água doce. Ele gosta de aquários altos (cerca de 50 cm ou mais), vive em grupos, gosta de água ácida e mole. A princípio, só existiam as variedades dos rios da amazônia, com o tempo aquaristas estrangeiros foram desenvolvendo variedades em cativeiro, o que permitiu melhorar as cores, mas o formato da nadadeira ou do corpo não foi alterado. São peixes de movimentos lentos, o ideal é que o aquário seja só deles e de alguns peixes limpadores (já que são peixes muito exigentes quanto à alimentação, às vezes não consomem toda a comida, por isso peixes limpadores ajudam na limpeza do aquário) e com um nível muito baixo de nitratos.

Contribuído por Pedro Ferreira
Comentário

O Disco é conhecido mundialmente como o "Rei do Aquário", sua manutenção em aquários é considerada dificil por muitos, no entanto isto é puro folclore. Uma vez que se forneça aos Discos as condições ideais de água, bem como os companheiros de aquário adequados, os mesmos tornam-se muito dóceis e desinibidos. São inclusive capazes de reconhecer o seu tratador. No decorrer de anos de criação em cativeiro nos EUA, Europa e Asia, desenvolveram-se diversas variedades de cores, que vão do azul sólido ao vermelho, existindo ainda variedades amarelas, verdes e albinas.

Contribuído por Alexandre Jogaib
Comentário

O Acará Disco é um dos peixes mais belos para se ter em um aquário, é muito comum vermos discos dividindo o espaço de um aquário com Acarás Bandeiras ou outros peixes, mas deve-se tomar o cuidado de nunca colocarmos discos pequenos com peixes maiores que eles. O disco já tem uma tendência a demorar um pouco mais a se adaptar ao novo lar e se este for colocado com peixes maiores do que ele, terá dificuldade para disputar o alimento no aquário com os outros peixes, o que prejudicará seu crescimento. O ideal é termos um aquário dedicado a criação de discos apenas. Gostam de água ácida, trocas parciais e principalmente de patês a base de carne, peixe e vegetais encontrados em lojas, o que aliado a uma ração de boa qualidade propiciará um excelente crescimento.

Contribuído por Ronaldo B.
Comentário

Eu possuo 4 Discus há três anos. Neste tempo, pelo que aprendi, são peixes muito pacíficos com outras espécies. No entanto, quando formam casais em seu aquário, eles desprezam os outros da mesma espécie. Portanto, conclue-se que não é interessante você deixar um número ímpar de Discus em seu aquário. No meu entender, esta é a espécie mais bonita e com mais variedades de cores de água doce. Seu relacionamento com outros peixes é muito bom, pois eu possuo um aquário comunitário e nunca presenciei os meus discus importunando os outros. Porém, atente-se em não colocar peixes agressivos em seu aquário, pois os Discus por serem pacíficos e calmos, quando estressam, deixam de comer, se debilitando, podendo chegar à morte. Uma importante dica para quem está se interessando neste peixe: atente-se ao comprar, dando preferência para aqueles que posssuirem as barbatanas mais abertas, os que tiverem a coloração mais viva e ainda, de preferência, peça para o vendedor os alimentar na sua frente (alimento em flocos), pois tem filhotes que "viciam" em alimentos vivos ou congelados (artêmia), e desprezam a ração, que é um alimento balanceado para seu organismo, chegando à morte com o tempo. Os olhos não podem ser muito grandes, pois os Discus possuem olhos pequenos em ralação ao corpo, e se os filhotes que você for comprar estiverem com os olhos grandes (desproporcionais) para seu tamanho, não leve, pois isto indica que ele está com disturbios e, com isto afeta sua coloração com o tempo e desenvolvimento. Não hesite em levar filhotes gulosos, pois este serão os mais saudáveis, mesmo se estiver com coloração negra (pintas negras), não tem problema, desde que gulosos, pois já vi muitos Discus feios de pequenos se tornarem maravilhosos quando adultos. Eu indico a Ração Tetra Bits para os Discus (3x ao dia: manhã, tarde e noite), e, de preferência, deixe a ração por alguns minutos "amolecer" em um potinho com água antes de alimentá-los, pois com o alimento "duro", o Disco come e "cospe" a ração até ela amolecer, pois o alimento duro ele simplesmente não consegue engolir. Como complemento alimentar, eu indico artêmia congelada (de preferência, ao descongelá-la, enxágue bem em uma redinha com água corrente para tirar as impurezas), dia sim, dia não, tomando muito cuidado para não deixar sobrar no aquário. No geral, os discus preferem a água um pouco ácida. O mais importante é que para se querer criar esta maravilhosa espécie (mais de um de preferência, não indico ter um só da mesma espécie), crie em aquário com capacidade superior a 200 L (com filtro dry-wet de preferência), que seus peixes irão lhe agradecer. Outra importante dica para quem quer começar a criá-los: não utilize "água nova", dando preferência para águas mais "batidas", que já tenha uma boa biologia (+ de 30 dias). Espero ter colaborado.

Contribuído por Fernando Lima
Comentário

Na minha opinião um dos mais belos peixes de água doce. Tenho dois em meu aquário, adoram a comida Tetra Diskus. São extremamente tímidos e sensíveis, não os recomendo para aquaristas iniciantes pois requerem cuidados especiais e são muito caros.

Contribuído por Guy Barcellos
Comentário

Adquiri há pouco tempo dois Discos. Meu conhecimento sobre eles não é grande, mas minhas eternas observações me permitem notar que estes peixes adoram a companhia de Corydoras. Quando não estão no alto do aquário pedindo comida, ficam seguindo as Corydoras e devorando as partículas que são re-suspensas por elas.

Contribuído por Orlando Grillo



 Páginas:  1  | 2  | 3 

oF <=> oC in <=> cm G <=> L