Peixes Ornamentais em Aquário

Phenacogrammus interruptus
Tetra Congo

 A Era de Aquários > Peixes de Aquário > Tetra Congo - Phenacogrammus interruptus

Fotos & Comentários

congot1.jpg (20kb)
Fotografia: Raymond Tan

Nome: Phenacogrammus interruptus
Comp AquapHTemp
Origem: Zaire (Africa)
8 cm 80 L 6.8 24°C

Comentário

Tive um casal de Tetra Congo, são peixes fascinantes e extremamente calmos. Me espantava ver como são calmos no aquário, não enchiam o saco de nenhum outro peixe nem ficavam se movimentando muito. São excelentes para iniciantes,porém o iniciante precisa ficar um pouco atento devido à sua pequena fragilidade quanto ao estado da água!

Contribuído por Rafael Oliveira
Comentário

Ainda não vi, em livros ou ao vivo, características significativas de dimorfismo sexual. Fala-se em nadadeiras mais longas e cores mais vivas para o macho, mas num peixe em que esses são traços comuns fica difícil chegar a uma conclusão. Dick Mills diz que as fêmeas têm o cor mais puxada para o marrom e só os machos são azul-turquesa. O comportamento segue a linha dos tetras: às vezes está quieto num canto, às vezes está nadando por todo aquário. É um peixe mais veloz que os seus companheiros devido à forma do corpo. Iluminação apropriada realça toda a beleza deste peixe, que cresce rápido e fica desinibido quando tem o tratamento adequado, mas não dispensa vegetação como refúgio. Um detalhe que não pode ser desprezado é o apetite voraz desse peixe. É muito boa boca. Adora a ração da Tetra para Discos, mas também não dispensa uma boa comida viva. Uma comida que com todos os meus tetras não faz o menor sucesso é Dáphnia seca. Outra que nenhum deles gosta é artêmia em conserva. A ideal continua sendo a viva, que aí sim ele não dispensa. Alguns livros colocam seu tamanho máximo entre 8-9 cm, mas já vi exemplares com seus 12 cm. Os meus estão com 8 cm e já os flagrei encurralando os peixes-lápis do aquário, bem menores em tamanho, que escaparam de uma mordida. A água do aquário têm pH 6,8 e temperatura 28°C. Recomendo um aquário de pelo menos 80x40 para mantê-los.

Contribuído por Carlos Eric
Comentário

Depois de análises em cardumes, pude constatar as características de diferenciação sexual no Tetra Congo. No macho, uma faixa amarela atravessa o corpo no terço superior, indo da cabeça à cauda e a nadadeira dorsal chega até a caudal. Na fêmea as cores são menos vivas. O corpo é todo azul acinzentado, não possuindo essa faixa amarela. Mas a característica principal é a nadadeira dorsal curta, quase como a de um mato-grosso, bem diferente da do macho.

Contribuído por Carlos Eric
Comentário

Eu comprei 3 desses peixes. Eles são dóceis e realmente calmos. São os únicos que não se escondem entre o tronco, nas plantas nem nas pedras. São os peixes que mais se destacam no meu aquário, pois brilham na luz. Me apeguei muito a eles, são uns dos peixes mais antigos do meu aquário.

Contribuído por Vagner
Comentário

Tenho notado a dificuldade de alguns aquaristas para reconhecer a fêmea dos tetra congo, porém é algo muito fácil: basta verificar a cauda, pois a fêmea desde pequena tem sua cauda muito parecida com a de qualquer peixe, enquanto o macho desde pequeno já pussue a saliência típica de qualquer tetra congo macho. Também a nadadeira dorsal da fêmea é bem menor. Na verdade o que ocorre é que nas lojas é muito raro encontrar fêmea para vender, mas quando o aquarista ver concordará que é bem diferente. Vale a pena pesquisar nas lojas, pois nos aquários que possuem fêmeas e machos, o colorido do tetra congo é mais vivo. Isto sem dizer das evoluções que os casais costumam fazer, embelezando ainda mais este magnifico peixe.

Contribuído por Clesio Samartin
Comentário

Tenho três Tetras Congos, dois machos e uma fêmea, vai para três anos no meu aquário. São peixes super pacíficos, tanto com os peixes já existentes no aquário, como com os novos habitantes. Ninguém se mete com eles, nem eles com ninguém. São super brincalhões entre si e nadam sempre em conjunto se rodeando uns aos outros em grande velocidade. São os primeiros a comer! E têm um apetetite super voraz, comendo de tudo. Quanto ao sexo, só é bem visível quando adultos. Em pequenos têm o mesmo aspecto e as mesmas cores. Constato que a fêmea é menos prateada e bem menor que os machos. As barbatanas não se alongam em véu, ao contrário dos machos, tanto a dorsal como a inferior. As barbatanas das fêmeas são assim mais curtas e rectas. A cor dos machos varia entre o amarelo, azul e prateado.

Contribuído por Lara Ramos

Tem alguma experiência para partilhar nesta página? Não precisa registrar-se para contribuir! Sua privacidade é respeitada: seu e-mail é publicado somente se quiser. Todas as submissões são revisadas antes da adição. Escreva sobre suas experiências pessoais, sem abreviações, sem linguagem de chat, usando pontuação e capitalização padrão. Pronto? Então envie seus comentários!




oF <=> oC in <=> cm G <=> L