Peixes Ornamentais em Aquário

Pterophyllum scalare
Acará Bandeira

 A Era de Aquários > Peixes de Aquário > Acará Bandeira - Pterophyllum scalare

Fotos & Comentários

angel2.jpg (26kb) angel5.jpg (23kb)
Fotografia: Marcos Avila
Comentário

Os bandeiras são peixes adoráveis e majestosos. Tenho um em meu aquário, que convive pacíficamente com alguns poecilídeos. Já estou há algum tempo com ele. Os bandeiras, assim como os discos, podem reconhecer o dono. Quando chego perto, ele se aproxima de mim (pedindo comida).

Contribuído por Ricardo Araújo
Comentário

É impressionante como os bandeiras crescem rápidos em tanques grandes! Se estiverem em grupo, eles tomam conta do aquário e alimentam-se vorazmente, sendo este motivo de cuidado visando não super alimentá-los. Me parece que os pretos inteiros, mais escuros são um pouco maios frageis. Todas as variedades de bandeiras devem ser adquiridas quando ainda são pequeninos (3cm). Nesse caso, a adaptação ao tanque é imediata!

Contribuído por Laura
Comentário

Possuo em meu aquário dois acarás bandeiras (um marmorato e um branco) um Óscar, um Ituí cavalo, um Pangassius, um Bala Shark e mais "Faxineiros" que vivem por 5 anos seguidos em perfeita harmonia, por íncrivel que pareça! Os acarás bandeiras, com seu incrível crescimento, comem na minha mão (Alcon Colours, Jumbomin e Bloodworms) estão com 15cm! São peixes fantásticos, dóceis, porém territorialistas (põe meu Óscar - 20cm - pra correr), são de fácil manutenção e de exuberante beleza! Qualquer aquário que se preze deve possuir pelo menos alguns deles! Os peixes vivem em harmonia talvez pelo fato de que foram criados desde muito pequenos juntos!

Contribuído por André Althoff
Comentário

Os Bandeiras são peixes territoriais e este comportamento pode causar disputas que possam vir a assutar o desavisado. Algumas vezes as brigas chegam a ser tão fervorosas que os dois Bandeiras se agarram pela boca durante uns 3 segundos e forçam o outro, aparentemente, para o lado. Estas brigas, que eu presenciei, foram entre os dois maiores e mais fortes Bandeiras do aquário. Os Bandeiras mais submissos geralmente ficam em seu território, que é mais discreto, mas mesmo assim não deixam de provocar os outros atravessando os outros territórios. Os mais fortes adotam territórios maiores e mais "altos", ficam mais livres. Atualmente possuo um aquário de 330 L somente com dois Bandeiras, quatro Neons e 6 Limpa-Vidros. O aquário é bem plantado e possui vários troncos. Devido à minha luta com algas não comprei mais peixes. Agora pretendo aumentar o cardume de Bandeiras para 10. Pretendo deixar mais espaço e consequentemente deixá-los mais livres e futuramente durante uma desova, mais chances para os pais protegerem seus filhos.

Contribuído por Rafael Puccinelli
Comentário

Os Bandeiras são os melhores peixes de se ter num aquário. Existem muitas variantes de raças entre eles, das quais podemos citar o Bandeira Albino, Siamês, Palhaço (meu preferido), Palhaço Koi, Koi, Leopardo, Marmorato, Selvagem, Ouro, Negro, Branco, Pérola, entre outros. Os Bandeiras são monogâmicos, ou seja, escolhem sua parceira e não "olham" para nenhuma outra. Reconhecem facilmente os donos, e vivem em bandos. Adoram artêmia e também ração floculada. São bastante resistentes e muito bonitos.

Contribuído por Bruno
Comentário

Já tive vários casais que desovavam com seus parceiros, e após a morte de um deles eles procuravam outro bandeira para desovar. Para distinguir machos de fêmeas, o melhor jeito é não alimentar os bandeiras por umas 4 horas, e verificar aqueles que sao gordinhos, pois esses serao as fêmeas, que se mostram mais gordas devido aos ovos (esse procedimento só funciona em exemplares adultos, com mais de 1 ano). Quanto à alimentação, eu gosto de usar Tetra Min como a refeição principal, também dou minhocas de jardim, artêmia, larvas de mosquito. Na adaptação evite colocar sempre bandeiras novos, isso poderá resultar em espancamentos, pois eles dificilmente aceitam novos membros no seu cardume. Na reproduçao eu obtive melhores resultados deixando apenas a fêmea cuidando dos alevinos, pois eu notei que sempre que os alevinos estavam prestes a nascer o macho comia tudo, então a fêmea fazia o mesmo.

Contribuído por Mauricio Santos



 Páginas:  1  | 2  | 3 

oF <=> oC in <=> cm G <=> L