Peixes Ornamentais em Aquário

Corydoras aeneus
Coridora Bronze

 A Era de Aquários > Peixes de Aquário > Coridora Bronze - Corydoras aeneus

Fotos & Comentários

Corydoras_aeneus_3.jpg (19kb)
Fotografia: Matt Lewis

Nome: Corydoras aeneus
Comp AquapHTemp
Origem: Amazônia
7 cm 50 L 7.3 24°C

Comentário

Para repodução desta espécie tem que se ter um grupo entre 3 e 5, e não mudar a água 5 meses antes. Quando quiser que elas se reproduzam, tire entre 50% e 75% da água e meta água vinda directamente da torneira, sem o uso de qualquer produto. Uns dias depois desovam e a eclosão dá-se entre 3 e 5 dias. Depois de absorverem o saco vitelino os alevins (transparentes) podem começar a comer artemia salina recém eclodida.

Contribuído por Antonio Botelho
Comentário

É a minha Coridora mais tímida. Tive a sorte de comprar um exemplar adulto muito grande e gordo, que talvez até ultrapasse os 7 cm referidos acima! Tem coloração azul que a deixa muito bonita, refletindo muito bem à gro-lux. Parece até que ela olha e pisca o olho para a gente de vez em quando...graciosa.

Contribuído por Humberto Hepp
Comentário

É realmente um peixe simpaticíssimo, tenho 1 macho e 1 fêmea. Os dois estão o tempo todo juntos, sem contar que eles têm uma cara de que estão sempre felizes, são muito flexiveis. Eu os mantenho num aquário comunitário, com diversas espécies entre acarás, ramirezis e outros. São ótimos peixes para limpar o fundo e adoram mexer nas plantas em busca de alimento, mas fique tranquilo, pois eles não são peixes bagunceiros, deixam tudo em ordem. Um detalhe super legal é que às vezes dá umas loucuras neles e vão à superfície e dão uns pulos.

Contribuído por Kleber Domingos
Comentário

Com o aparecimento de uma grande variedade de corys como adolfoi, sterbai, etc, dos anos 90 pra cá, a C. aeneus acabou sendo relegada à condição de segunda classe, lugar que não merece. Além de ser extremamente resistente, de reprodução razoavelmente simples, e extremamente bem adaptada ao cativeiro, ela possui algumas variedades como a véu, que muitas vezes passa despercebida nos aquários de lojas, coisa que não acontece fora do Brasil. São extremamente ativas após se adaptarem, especialmente à meia luz, naqueles momentos onde a luz do aquário se apaga e apenas a lâmpada da sala mantém a iluminação. Este é o melhor momento pra alimenta-las. Se possuírem um grupo, melhor ainda! Mais alegria pro aquário!

Contribuído por Fabio Hosoi
Comentário

Porque não dizer, a mais popular das coridoras e também a mais resistente a doenças e a mudanças bruscas de pH e temperatura. É um peixe muito belo e pacífico com poecilídeos, ciprinídeos de pequeno porte e alguns caracídeos, mas cuidado com peixes que irá colocar com elas para elas não serem machucadas e nem mortas. Tenho um casal dessas coridoras em um aquário comunitario , vivem todos em harmonia.

Contribuído por Igor Pimenta
Comentário

A minha corydora bronze é muito tímida, na maior parte do tempo fica entocada saindo somente à noite, é a única que possuo desta espécie mas ela convive com corydoras albinas. Às vezes quando fico parado observando o aquário e ela está fora da toca, trata de voltar rapidamente ao seu esconderijo. Vive muito bem com outras espécies de peixe assim como qualquer corydora. Durante a noite se alimenta dos tablets que coloco no aquário e também de rações granuladas que se acumulam e gosta muito de tubifex em pastilha. Alguns peixes que eu tinha no meu aquário morreram por causa do ictio, e ela se mostrou muito resistente a tal doença, mas duas albinas morreram.

Contribuído por Rafael Albuquerque
Comentário

Essa coridora é minha preferida. Adquiri inicialmente duas aeneus véu, mas uma não se adaptou e pulou fora do aquário. Como não achei mais para vender, a outra ficou algum tempo sozinha, mas sempre muito ativa e social com outros peixes. Depois adquiri quatro de outra espécie de coridoras, a schwartzi, e minha aneneus fez a maior festa com a chegada do novo grupo, nadava ao redor delas, flertava com umas e depois ficava na minha frente dançando, subindo e descendo pelo vidro da frente, parecendo me agradecer pelas novas companhias! São peixes que precisam viver em grupo. Ela tem uma natação mais delicada, a coloração muito interessante, dócil, resistente e é bastante ativa. Deve ser mantida com peixes pacíficos, pois são alvos fáceis de se atacar. Enfim é um peixinho cativante!

Contribuído por Fabiana

Tem alguma experiência para partilhar nesta página? Não precisa registrar-se para contribuir! Sua privacidade é respeitada: seu e-mail é publicado somente se quiser. Todas as submissões são revisadas antes da adição. Escreva sobre suas experiências pessoais, sem abreviações, sem linguagem de chat, usando pontuação e capitalização padrão. Pronto? Então envie seus comentários!




oF <=> oC in <=> cm G <=> L