Peixes Ornamentais em Aquário

Colomesus asellus
Baiacu Amazônico

 A Era de Aquários > Peixes de Aquário > Baiacu Amazônico - Colomesus asellus

Fotos & Comentários

Colomesus_asellus_1.jpg (18kb)
Fotografia: Kate Claxton

Nome: Colomesus asellus
Origem: Bacia Amazônica

Comp Aqua pH Temp
15 cm 100 L 7.2 26°C

Comentário

É ideal pra combater os caracóis. Peixe sob medida para aquários plantados, mas infelizmente também gosta muito de experimentar outros peixes do aquário. Bastante exótico, mas tem que se respeitar os parâmetros do pH (alcalino).

Contribuído por um visitante
Comentário

Diferentemente do que muitas pessoas dizem por aí, pela minha experiência com este peixe posso dizer que é realmente a espécie mais pacífica da família dos Baiacús. O meu convive magnificamente bem em um aquário comunitário de pouco mais de 140 L, com peixes grandes como Acarás Disco, Labeo Bicolor, Cascudo Leopardo etc. e com peixes extremamente pequenos, como os lindos Tetras Foguinho entre outros. Totalmente de água doce (o meu habita águas com pH de 6.8 aproximadamente), são difíceis de criar apenas e tão somente por sua alimentação: via de regra só aceitam comida viva (artêmias, caramujos etc). A única comida em ração que o meu aceita é Bloodworms da Tetra, ainda não experimentei outras como Tubifex etc, mas acredito que deva comer também. É imprescindível manter uma boa manutenção do aquário, jamais deixando que haja quaisquer sinais de amônia ou nitritos. É um peixe sensacional, exótico e diferente do que convencionalmente se encontra nas lojas. Se puderem adquirir um exemplar, eu recomendo!

Contribuído por Artur Menezes
Comentário

Peguei 18 em uma pescaria no Rio da Ilha de Mosqueiro - PA. Eram muito pequenos e logo se inchavam quando o pegavámos na mão. Perdi 5. São pacíficos, não causaram problemas no meu tanque de 1.000 litros. Gostam de comer caramujos, baratas d'água, caramujos e ração.

Contribuído por Reinaldo Damasceno
Comentário

Fui em uma loja especializada e vi este belo animal num aquário e, não resistindo, o comprei. Como não estava conseguindo encontrar artêmias vivas e as congeladas não estavam sendo aceitas, optei por dar-lhes filhotes de barrigudinho que são devorados velozmente, além de também lhe oferecer pequenos caamujos. É um peixe de nado super interessante. O que mais chama atenção neles é o modo como fixa o olhar na presa antes da rápida arrancada para atacá-la. Todos que tiverem a oportunidade de terem este peixe, o façam.

Comentário

Já tive 4 dessas belezuras e posso dizer que eles têm personalidade, então é difícil dizer se um será 100% pacífico, medroso bobão, chefe de quadrilha ou o quadrilheiro (rs). Tenho 2 medrosos bobões que já estão comigo há algum tempo, e que convivem bem em um aquário comunitário. Adoram ficar nadando, principalmente pelos vidros do aquário, mas se tem algum movimento fora eles se afastam rapidamente. Não atacam peixes do aqua, mas foi muito difícil acostumá-los a comer, mesmo caracóis. Depois de um período de fome, pegaram bloodworms e caracóis. O chefe de quadrilha em menos de 5 min no aquário tentou atacar todos os peixes, seguido do fiel companheiro quadrilheiro. Foi mais tranquilo para comer, apesar de também ter que se acostumar. Dei ele a um amigo, que tinha uma aqua onde ele poderia sobreviver melhor. E o quadrilheiro ficou mais tranquilo, acostumou fácil a comer qualquer comida, e talvez tenha dado uma força de como fazer aos bobões.

Para os desesperados, como eu fiquei, alimentá-lo com artêmia até o bobão com insistência não demorou, mas é imprescindível acostumá-los a outras comidas, PRINCIPALMENTE os caracóis, que são CRUCIAIS para que desgastem as placas que funcionam como dentes, pois elas crescem até o fim das suas vidas. Caso não comam comidas como essa, os dentes vão crescer até que ele não consiga ingerir nenhum alimento e morra.

Contribuído por Diego Gomes

Tem alguma experiência para partilhar nesta página? Não precisa registrar-se para contribuir! Sua privacidade é respeitada: seu e-mail é publicado somente se quiser. Todas as submissões são revisadas antes da adição. Escreva sobre suas experiências pessoais, sem abreviações, sem linguagem de chat, usando pontuação e capitalização padrão. Pronto? Então envie seus comentários!




oF <=> oC in <=> cm G <=> L