Peixes Ornamentais em Aquário

Construção de Móvel para Aquário - Parte 1

 A Era de Aquários > Artigos de Aquarismo

Texto

Este artigo tem como objetivo auxiliar àqueles que tem vontade de construir eles mesmos o móvel para seu aquário, porém não sabem por onde começar e nem o que fazer. Depois de pronto, o móvel pode ficar igual a esse da Figura 1.

Figura 1: Foto de um móvel feito seguindo as linhas gerais desse artigo. Na verdade o artigo foi feito seguindo as linhas gerais da construção desse móvel, mas a ordem dos fatores não importa. Brincando com os diferentes tipos de lâminas de madeira, em um processo chamado marchetaria, foram feitos esses desenhos no móvel; todos em lâminas de madeira encaixadas, e não com tinta como pode parecer a primeira vista.

Precauções:

  • Ao utilizar produtos químicos sempre seguir as orientações do fabricante, TODAS elas, principalmente quanto às proteções necessárias.
  • Ao utilizar outros materiais, aparentemente menos inofensivos, como lixas por exemplo, também devem ser seguidas as orientações do fabricante.
  • Ao utilizar ferramentas, seja manual ou elétrica, leia antes o manual do produto, para se informar sobre sua utilização, restrições e equipamentos de segurança recomendados. Na dúvida, procure orientação de alguém com experiência, como um marceneiro, para sanar suas dúvidas quanto à utilização da ferramenta.

  • 1. Projetando

    O primeiro passo é projetar o móvel. Aconselho a colocar o projeto no papel, nem que sejam apenas alguns rabiscos feitos a mão mesmo, já é o suficiente para visualizar melhor como ficará o móvel depois de pronto e ajudar na construção.

    Inicialmente deve-se imaginar qual será a configuração geral do móvel. Aqui iremos fazer uma base onde o aquário irá se encaixar dentro, e uma tampa da iluminação articulada. Depois devemos definir quais serão as alturas de cada peça, para a base iremos utilizar uma altura de 7 cm, e para a tampa de iluminação uma altura total de 15 cm. A tampa como um todo será dividida em duas partes, a tampa propriamente dita e a cinta, conforme pode ser observado na Figura 2.

    Figura 2: Esquema geral do móvel, mostrando as partes do móvel. A base com 7 cm de altura; a cinta com 5 cm, e a tampa com 10 cm.

    Definida a configuração geral do móvel, agora devemos obter as medidas externas do aquário, da cuba de vidro propriamente dita. Para esse artigo será utilizada a medida de 60 x 30 x 35 cm (comprimento x largura x altura) para o aquário, uma medida padrão de muitos aquários, porém ao final do artigo o leitor irá poder projetar móveis para qualquer medida de aquário. A medida que nos interessa para fazer o móvel é a medida do fundo do aquário, ou seja, seu comprimento e sua largura. Nesse caso as medidas são de 60 x 30 cm.

    Como o aquário irá se encaixar dentro da base, devemos ter o cuidado de fazer o móvel com uma pequena folga, evitando que o aquário entre apertado demais. O aquário entrando apertado demais no móvel pode não se apoiar perfeitamente sobre o isopor no fundo, o que pode fazer com que o vidro do aquário rache. Então iremos projetar as medidas internas do móvel com 0,5 cm a mais, assim o aquário se encaixa perfeitamente dentro do móvel. Como as medidas do aquário são 60 x 30 cm, as medidas internas do móvel serão 60,5 x 30,5 cm (Figura 3).

    Agora precisamos definir qual será a espessura da madeira para fazer o móvel. Móveis para aquários pequenos a médios, ficam bons se feitos com madeira de 1 ou 2 cm de espessura. Para esse projeto iremos utilizar madeira de 2 cm de espessura. Isso é importante, pois como se pode ver na Figura 3 as medidas externas do móvel vão depender da espessura da madeira utilizada.

    Figura 3: Vista superior da base com suas medidas internas e externas. As medidas internas possuem 0,5 cm a mais que as medidas do aquário para que o aquário possa se encaixar perfeitamente, sem ficar apertado dentro da base. As medidas externas (que serão as que iremos utilizar para cortar a madeira) dependerão da espessura da madeira utilizada. Como estamos utilizando madeira de 2 cm de espessura, as medidas externas ficam 4 cm maiores que as internas. Se fosse utilizada madeira de 1 cm de espessura, as medidas externas ficariam apenas 2 cm maiores que as internas.

    É necessário também definir com que material será feito o móvel. Pois se o móvel for de madeira maciça o corte das peças será diferente do que se utilizarmos compensado (Figura 4 e Figura 5). Podemos utilizar para fazer o móvel madeira maciça, compensado ou ainda MDF. A madeira maciça está cada vez mais cara e difícil de se encontrar hoje em dia, sugiro então fazer o móvel com compensado ou MDF, que são produtos feitos com madeira de reflorestamento e causam pouco impacto ambiental. Depois podemos revestir o móvel de compensado com lâmina de qualquer madeira, ficando um visual tão bom quanto se fosse feito de madeira maciça. Além disso o uso de madeira maciça só se justifica se for para a madeira ficar exposta, ou seja, sem tinta, apenas envernizada, pois se for pintar o móvel com tinta que esconde a madeira, podemos utilizar MDF ou compensado.

    Na Figura 4 podemos ver a maneira correta de se cortar as peças caso utilize madeira maciça, para conseguir dar um ótimo acabamento. Já na Figura 5 podemos ver como ficaria um corte convencional feito em madeira maciça, sem ser num ângulo de 45 graus.

    Figura 4: Esquema para madeira maciça. Na parte superior temos a visão superior da base feita de madeira maciça. Veja que deve-se cortar as peças num ângulo de 45 graus, para que se encaixem perfeitamente uma a outra, como podemos observar na parte de baixo da figura a base em perspectiva. Veja que cortando a madeira conforme a figura mostra os encaixes entre as pecas ficam perfeitos, de acordo com as fibras da madeira, o que é essencial para um bom acabamento.

    Figura 5: Esquema para compensado ou MDF. Na parte superior temos a visão superior da base feita de compensado. Veja que as peças frontal e traseira se sobrepõe sobre as peças laterais. Não é necessário cortar as peças em 45 graus como para madeira maciça, pois depois iremos forrar o móvel com lâmina de madeira, o que se bem feito da uma aparência ao móvel como se ele fosse feito de madeira maciça. Na parte inferior da figura vemos o desenho da base em perspectiva. Note que se não cortarmos a madeira maciça em 45 graus, ficará aparecendo o corte da madeira na parte lateral (setas). Esse corte fica transversal às fibras da madeira, e dessa forma não conseguiremos dar um bom acabamento, a não ser que utilizemos alguma massa para madeira para tampar os poros aparentes e depois pintar com tinta, mas o uso da madeira maciça se justifica apenas se quisermos deixar a madeira na sua cor natural, se formos pintar o móvel com uma tinta qualquer, que cubra o aspecto da madeira, podemos utilizar MDF e não madeira maciça.

     Página Seguinte 




    oF <=> oC in <=> cm G <=> L